O Festival

EDIÇÕES ANTERIORES

2018

22 grupos participantes (entre todas as atividades)
500 coralistas
Campeão: Vocal Masculino Ottava Bassa, de Curitiba/PR.
Prêmio Destaque: Crianças Cantoras do IPDAE, de Porto Alegre/RS.
Prêmio Franz Mueller: Maestro Luiz Fernando Melara
Pessoas impactadas nas redes sociais: 160.000
Patrocínio de Tigre e Shopping Mueller
Coral anfitrião: Atmen Chor

GALERIA

EQUIPE

HISTÓRIA DOS CORAIS EM JOINVILLE

Joinville é uma cidade com tradição importante em canto coral. Segundo a historiadora Elly Herkenhoff, em seu livro “Era Uma Vez… Um Simples Caminho’, a tradição do canto coral em Joinville é mais antiga que a própria fundação da cidade. Ela afirma que a bordo da Barca Colon, que trouxe os primeiros imigrantes que viriam colonizar Joinville, em 1851, já se formaram grupos corais para afastar o tédio da viagem de várias semanas pelo Atlântico, assim como ajudar a afastar as saudades da velha Pátria e dos amigos e familiares que por lá ficaram.

Em Joinville, os corais espalham-se pela cidade em escolas, universidades, empresas, hospitais, igrejas, associações comunitárias, escolas de música, entre outros. O Coral da Igreja da Paz, fundado em 1892, é considerado o mais antigo coral sacro ainda em atividade no Brasil. Em 1856, a cidade já contava com a criação formal de uma sociedade de canto coral, traço de nossa identidade que nunca deixou de existir.

OBJETIVOS

Desenvolver ainda mais a cultura do canto coral
Promover apresentações gratuitas em locais públicos
Integrar e mostrar o trabalho dos corais da região
Identificar os grupos corais que atuam em Joinville
Resgatar aspectos históricos do canto coral em Joinville
Patrocínio:
Apoio:
Realização: